20 de maio de 2013

A vida (re)começa depois do fim.

A vida é um ciclo. Na realidade, a vida são vários ciclos que ocorrem num mesmo momento, com durações distintamente indefinidas onde alguns podem durar segundos, horas, porém outros podem levar anos para serem quebrados. São vários ciclos intermináveis de ganhos e perdas, começos e fins, prelúdios e despedidas, ou qualquer outras duas palavras antônimas que se encaixem nesse texto. O começo deles acontecem das mais variadas formas, porém não há uma palavra melhor do que decisão para determinar o início deles. Eu acredito que esse seja o começo para tudo, e todos nós, seres humanos, nos esforçamos tanto para fazê-las o mais corretamente possível e bem no fim, olhamos para trás e vê que o certo, na realidade, era fazer tudo diferente. Nos esforçamos para nunca errarmos, mas depois do erro, da escolha muita vezes inconsequente, vem o amadurecimento. Mas o pior de tudo, é quando somente uma das partes o possui. É como uma pizza portuguesa que onde somente um dos pedaços tem, e sempre vai ter presunto. Se alguém, não for lá e o colocar, vai ser sempre assim. Eu gostaria de poder ter sido esse alguém a colocar o presunto, mas eu não pude. Mas eu só não pude, porque você não quis, não quis que nada mudasse, não quis perder nada, e bem no fim, quem mais perdeu foi você.

3 comentários:

  1. Adorei o texto ! Irei publicar lá no meu blog quinta (com os direitos autorais é claro) ook?
    Eu queria aprender a escrever tão bem ): kkkkkkkk

    Beijoos; Giih
    http://cafe-com-livro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Tudo bem! Adorei seu comentário e fiquei muito feliz em recebê-lo. Muito obrigada.

    Beijos, Lari

    ResponderExcluir
  3. O problema é quando não se consegue quebrar o ciclo. Sempre tem como, mas até conseguir...

    ResponderExcluir