28 de dezembro de 2012

Resenha de "Fernão Capelo Gaivota" de Richard Bach

Atenção! Essa resenha pode conter spoilers.

Aprendia cada vez mais. Aprendeu que um eficiente mergulho z grande velocidade lhe dava o peixe raro e saboroso que vivia três metros abaixo da superfície do mar. Já não precisava de barcos de pesca nem de pão duro para viver. Aprendeu a dormir no ar, estabelecendo um percuso noturno pelo vento do largo, cobrindo cento e cinquenta quilômetros desde o casco até a aurora. Utilizando o mesmo controle interior, voou através de nevoeiros cerrados e subiu acima deles para céus estonteantes de claridade... enquanto qualquer outra gaivota ficava em terra, conhecendo apenas neblina e chuva. Aprendeu a dominar os altos ventos do continente e jantar ali os delicados insetos.

Fernão era um gaivota que não se contentava com o fato de que o voo deveria ser usado somente para buscar comida. Após criar suas próprias técnicas de voo, Fernão é banido de seu bando, mas, apesar disso, não desistiu de voar pelo prazer. Depois de se juntar a um bando que voa pelo prazer, Fernão conhece sua professora que lhe ensina sobre o amor e a capacidade de perdoar.

A história se trata basicamente de uma gaivota que não aceitava o fato de ter que voar para arranjar comida, e sim, voar pelo prazer. Antes de ler esse livro eu pensava exatamente isso, mas quando comecei a lê-lo, vi que era algo completamente diferente. A história não se trata somente de uma gaivotinha que quer ser singular no seu modo de voar. A história trata de sua determinação, das dificuldades de alcançar seus objetivos, vencendo os obstáculos de sua própria cabeça, de passar seus conhecimentos para os outros, de alcançar sua liberdade e, principalmente, nos levar a uma reflexão, fazendo analogias entre a gaivota e o ser humano.

Com fonte grande, margens largas e imagens, o livro pode ser facilmente lido em 1 ou 2 horas dependendo da sua velocidade de leitura, e garanto que vale muito a pena lê-lo, pois eu nunca vi tantos ensinamentos bonitos em um livro só, com uma história envolvente e em tão poucas páginas. Agora eu finalmente entendo o motivo pelo qual esse livro foi um best seller nos anos 70. Fiquei fascinada com o modo que Bach escreveu e com certeza esse livro foi um dos melhores (se não o melhor!) livros que eu já li na minha vida.

Comentário irrelevante: Minha mãe, que atualmente tem 51 anos, tinha 9 anos quando esse livro foi lançado!  Jamais pensei que eu ia ler um livro tão antigo assim na minha vida haha.

8 comentários:

  1. Oii primeira vez visitando aqui, nossa o nome eu amei, e o blog é super show, em. seria muito gratificante ter sua visita. ;)
    http://ghislleibr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Li este livros há muito tempo, mas é muito bom. Pensava que seria algo bem banal, mas fu surpreendida.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Nossa! O livro é mesmo antigo *o* Porém parece ser muito bom!
    Feliz 2013
    http://paraleloindie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nossa que legal, eu não daria nada pelo livro só lendo a sinopse! Adorei sua resenha flor ;)

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Amei a resenha! Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas acho que deve ser muito bom. Uma gaivota que quer voar por prazer... Gostei!
    Beijos,

    Letícia
    www.odomdaescrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Parece ser muito bom, já foi pra minha lista dos que tenho que ler! hahaha


    Feliz ano novo! Que ano que vem seja repleto de felicidade, paz e saude!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá Larissa!
    Eu não curto muito livros infantis, mas valorizo muito ensinamentos humanitários, e a história do Fernão parece ser uma boa pedida para uma tarde sem pretensões!
    Beijos,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ResponderExcluir
  8. É incrível como um livro simples (e antigo) desses pode nos impressionar não é? Com certeza faz meu tipo de leitura, adoro livros assim, com vários ensinamentos em suas páginas.
    Pretendo ler com certeza!

    Adorei seu blog e estou te seguindo, se puder seguir o meu de volta eu agradeço.
    http://quaseatoa.blogspot.com/

    Beijos

    ResponderExcluir